Praticar pelo menos 150 minutos de exercícios físicos leves ou moderados em dois ou mais dias por semana é uma recomendação da Organização Mundial Saúde (OMS) para os indivíduos que querem garantir mais qualidade de vida e bem-estar, e durante a gestação não é diferente, já que nessa fase o corpo também precisa de movimento para poder gerar uma vida com saúde.

A realização de algum tipo de atividade física acompanhada por um profissional e autorizada pelo médico durante a gravidez traz inúmeros benefícios para saúde da futura mamãe e seu bebê. “Melhora a respiração, afasta sintomas de depressão e ansiedade, evita a obesidade gestacional, diminui o inchaço, aumenta a disposição, entre outros”, explica a obstetra.

E de acordo com um estudo apresentado neste mês, no periódico Medicine & Science in Sports & Exercise, realizado com 71 gestantes saudáveis que tinham entre 18 e 35 anos, separadas por dois grupos: um que praticava exercícios aeróbicos e outro que não, e foi possível comprovar que praticar algum tipo de atividade física durante os 9 meses melhora o desenvolvimento neuromotor do bebê um mês após o nascimento, sendo possível que eles sejam mais adeptos ao movimento e, talvez, mais propensos a serem mais ativos. Esse tipo de confirmação é muito interessante, pois pode ser uma saída em meio a tantos casos de sedentarismo e obesidade ainda na infância.

Dito isto, confira abaixo algumas sugestões de exercícios que podem ser realizados nessa fase.

Hidroginástica – Este é um ótimo exercício para as gestantes, pois ele ajuda a aliviar o peso extra da gestação e, com a sua realização, é possível movimentar todos os músculos do seu corpo, inclusive o assoalho pélvico (órgãos da região baixa do abdômen que tem funções relacionadas aos sistemas reprodutor, urinário e digestivo), facilitando assim o trabalho de parto normal.

Caminhada – Este é um exercício de baixo impacto que pode ser realizado até dias antes do parto (caso, esteja tudo bem com a gestante), pois o movimento do quadril ao andar ajuda naturalmente a encaixar o bebê para o parto normal. Além disso, ele auxilia na circulação sanguínea e fortalece os músculos das pernas e do abdômen.

Pilates – A prática deste exercício é recomendada para melhorar a postura da gestante, evitando assim desconfortos na coluna por conta do peso do bebê, ajuda a mulher a respirar melhor e os movimentos de alongamento e relaxamento são aliados para controlar o estresse e até a insônia.

Em caso de dúvida sobre realizar ou não algum tipo de exercício físico, converse com seu obstetra que é o especialista mais indicado para esclarecer e tranquilizar sobre esse assunto.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*